Como criar comida a partir de eletricidade

Cientistas finlandeses conseguiram criar comida a partir de eletricidade. Não alimentos como frutas ou legumes, mas um tipo de pó rico em proteínas e carboidratos, o que é um grande avanço.

Para isso, os especialistas misturaram três substâncias em um pequeno biorreator e forneceram choques elétricos, que transformaram a solução em um pó composto 50% por proteínas, 25% por carboidratos e o resto por gordura ou ácidos nucleicos.

A pesquisa pode fomentar o desenvolvimento de alternativas para acabar com a fome no mundo, já que hoje uma em cada nove pessoas sofrem com esse mal, segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura. “Junto com a comida, os pesquisadores estão desenvolvendo a proteína que pode ser usada para alimentação animal”, afirma o estudo. Só nos EUA, masi de 800 milhões de pessoas poderiam ser alimentadas com os grãos usados pela indústria de criação de animais todos os anos, segundo pesquisa da Universidade de Cornell. A criação de animais é também o maior consumidor de água nos Estados Unidos.

Tudo isso pra dizer que em vez de para o gado, novas tecnologias para fabricação de comida poderiam fazer uma enorme diferença para a alimentação de pessoas necessitadas.

O trabalho foi desenvolvido como parte de um estudo conjunto entre a Universidade de Tecnologia de Lappeenranta e o Centro de Pesquisa Técnica VTT, fundado pela Academia da Finlândia.  Um time de pesquisadores misturou água, dióxido de carbono e micróbios em um pequeno biorreator. Depois, ao expor os ingredientes à eletrólise, eles foram capazes de criar uma pequena quantidade de material sólido com um perfil nutricional que se assemelha ao de comida básica.

A solução, contudo, ainda não é muito prática: para a formação de um grama do pó proteico, duas semanas são necessárias. Os cientistas acreditam que uma década será necessária para a criação de um sistema de produção em larga escala. De acordo com comunicado da Universidade de Lappeenranta, os especialistas têm a meta de criar um processo 10 vezes mais eficiente em termos de energia que os atuais métodos de crescimento de alimentos, que possa ser conduzido por fontes renováveis, como moinhos de vento.

A child awaits for the distribution of meals by WFP (United Nations World Food Programme) in a make-shift camp in Jacmel

Criança espera pela distribuição de refeições pelo WFP (United Nations World Food Programme).

O uso de eletrólise para desenvolver um sistema alimentar ambientalmente sustentável é apenas uma rota que os pesquisadores estão tomando para resolver problemas de fome e agricultura a nível mundial. Empresas também experimentam, por exemplo, o crescimento de carnes e leite em tanques gigantes, o que reduz a necessidade de operações agrícolas de grande escala que contribuam para as emissões de gases de efeito estufa.


Original em inglês em Quartz.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s